Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

afterall

Em casa dos pais e gostam

por maria sou, em 06.04.17

Obviamente.

Quem quer enveredar pela independência, com base num emprego inseguro, com base nos conhecimentos adquiridos num curso que se escolheu porque não deu para entrar na faculdade que realmente se pretendia?

Quem se quer lançar do ninho onde se e' alimentado, aconchegado e amado, para um mundo de competitividade, exibicionista, de aparências, no qual a amizade dura o tempo de uma actividade em comum e os valores que nos foram ensinados não têm qualquer valor, por vezes, até nos prejudicam. Sim, porque hoje em dia, ser educado, amoroso, atencioso, prestável, etc. , e' sinônimo do neologismo, LOL. ( em português já se tornou uma palavra e não um anagrama)

Sair de casa, e' buscar uma vida própria que se pode sustentar. Não se sai, para viver em dificuldades..

Quem sai para passear numa via esburacada? Quem sai quer uma paisagem agradável com condições para ser percorrida. Tem de caminhar, vai acabar cansado, mas satisfeito e não zangado, esmurrado e dorido.

Com e' que os jovens vão sair de casa se a primeira lição que aprendem e' a ter medo. Medo de não terem a certeza de gostarem do que fazem, logo,, se serão bons a desempenhar funções. Medo de que o curso que frequentam não tenha saidas profissionais. Medo de arranjarem emprego e ficarem desempregados. Medo de ver os anos a passar e de um dia acordarem velhos demais para que nada ainda tenha acontecido nas suas vidas e a mãe ainda bata do outro lado da porta do quarto a chamá-los para que se levantem.

Não e'. Geração criança. E' a geração MEDO e DESILUSÃO.

Maria Sou