Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

afterall

irreverência

por maria sou, em 29.11.16

Há quem goste de viver para alem das regras

E' tudo muito mais engraçado quando ao nosso gosto, ao nosso ritmo.

E' o arrojo.

Todos os dias, parece que uma força invisível convida `a diferença e abre uma outra porta, daquela que os outros não têm duvida em entrar.

E' o assumir da diferença de quem já se sente diferdnte.

E o diferente desperta sempre a curiosidade de quem cumpre. O diferente e' o que torna o dia comum especial.

Mas estará o diferente a preparar a sua vida para ser especial se se esquece de cumprir?

E' que radical, e: ser capaz de cumprir.

Fugir `as responsabilidades, não e' difícil. Cumpri-las e' que e'. Mesmo quando o sangue nos ferve nas veias e sabemos o quão agradável seria seguirmos pelo caminho pouco explorado.

Ter maturidade para dizer: "Não pode ser"...

Isso e' que e' ser radical. Estabelecer objetivos e saber que há momentos para tudo e acima de tudo que há momentos que não o vão ser até que tufo o resto esteja concluído.

E' muito radical! Tudo negligenciar e no adiantado da vida ainda não ser capaz de cumprir. .

Isso começa por ser irreverência, passa a desmotivação e acaba em ridiculo a tentar justificar a sua posição.

E pior, quando e' acobertado pela família. Prende-se no conforto do eterno apoio, e perde o comboio da emancipação.

Outros há, que façam o que fizerem de bem, parece que têm sempre de estar a provar o seu valor e nunca o conseguem. Se conseguirem ignorar a depreciação constante e vencer, esses sim, são o top do radical.

American music awards take 3

por maria sou, em 28.11.16

Selena Gomes,recovered and vrry besutiful. The top is a bit similar to a gymnastic body.

IMG_20161128_194648.jpg

american music awards take 2

por maria sou, em 28.11.16

Chrissy Haygen That skirt opened above the waist makes the hips straight. Cut the voluptuous curves that make the diference between the male and female body.IMG_20161128_194846.jpg

p>

 

american music awards take 1

por maria sou, em 28.11.16

Even Gigi Hadid who hás nothing wrong, is used to make ugly clothes look better.

IMG_20161128_194756.jpg

I won' t even talk about the dress máde of crochet.

etiqueta e boas maneiras

por maria sou, em 23.11.16

Podemos achar que algumas coisas são um exagero no dia-a-dia e aceitáveis em situações mais formais. Que outras estão fora de questão em qualquer situação nos dias de hoje e há outras que continuamos a querer saber e são aplicáveis.

Ex: Não colocar louca ou talheres húmidos ou manchados mesa. A louça deve estar impecável e sem extras, até para não mamchar a toalha.

Acompanhar `a porta uma visita apenas se não houver mais convidados. - muitas vezes o elo de ligação entre os convidados e' o anfitrião. Saindo este, todo o ambiente criado pode esmorecer ou até pessoas que se antagonizam, aproveitar para criar uma situação constrangedora.

Na presença de vários convidados, deve despedir-se do sitio onde decorre o convívio, sem acpanhar `a saída.

Por este mesmo ultimo motivo, o anfitrião deve percorrer os vários grupos presentes, arranjando desculpa para separar aqueles convivas que se entusiasmam na defesa de posicoes.

Nunca sentar antes do dono da casa, exceto se este o autorizar. Numa festa, ninguém se senta `a mesa antes do anfitrião.

Enfim, coisas engraçadas. Vou pensar em mais.

 

o poder da palavra

por maria sou, em 18.11.16

A palavra assim e'. Depois de dita está dita e percebida por quem a ouviu. Bem ou mal.

 

Depois da palavra dita, nem só quem ouviu tem um caminho seguir, uma atitude a tomar. Quem a disse, também tem de aceitar as consequências do que disse., enquanto perdurar o efeito, quiçá, para sempre.

Uma palavra, pode ser o princípio e pode ser o fim.

O silêncio, e' o espaço das palavras que guardamos para nós, antes de se tornarem definitivas.

Tal e' o poder da palavra.

Maria Sou