Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

afterall

News - Dietas

por maria sou, em 20.10.16

IMG_20161020_211543.jpg

Kathy freston, ex-modelo lançou o livro de receitas vegan, " Quase Vegan". Sim, porque não e' 100% vegan.

IMG_20161020_211653.jpg

Temos de concordar que parece resultar.

Não volto ao espelho até experimentar...

Maria Sou

halloween & sexo, lda

por maria sou, em 15.10.16

E aqui vamos nós de novo.

Desfolhando uma revista cheia de conselhos sobre como ser feliz na relação, o halloween serviu de argumento para mexer no tão remexido tema : sexo

Como viver o Halloween com o parceiro?

1- No escurinho mas em publico

2- Disfarçada

Olho para estas duas sugestões e o que vejo?

1- desde que não veja que és tu

2-desde que te apresentes parecida com tudo menos contigo mesma

a festa vai ser de arromba.

Deve ser por isso que há homens que depois de experimentarem a fantasia, não conseguem viver de outra forma.Não lhes apetece voltar para a esposa de sempre.

E assim vai resvalando a minha mente, pelas veredas da ironia, do cinismo e do jocoso que tantos momentos hilariantes proporcionam se os soubermos explorar e recriar em novas e caricatas situações.

A verdade e' que desde que ninguém seja magoado e tudo seja consensual , cada um e' livre de fazer o que bem lhe apetece.

O que não podemos e' fazer do que era proibido antigamente, a única coisa verdadeiramente com sentido nos dias de hoje.

Feliz halloween, qualquer que seja a forma escolhida para celebrarem a data.

Maria Sou

Falo ou comento?

por maria sou, em 12.10.16

Numa era que se envaidece de ser altamente sociável e ávida de aplicações que lhe fornecem a possibilidade de estabelecer contactos em quantidade e em todo o mundo, a intrig sórdida continua a marcar presença.

Salvaguardando a nossa posição por entre termos como "coitadinhos,pena e medo de magoar", engrossamos a hoste de divulgadores do segredo que só não se revela ao interessado.

Tal atitude,, serve apenas para enterrar a vitima, enaltecer o que falsamente manifesta o seu pesar, fazendo crer que e' portador de um benemérito coração, quando na verdade se está a borrifar para tudo e sobretudo para o que podia fazer para evitar que o vexame atingisse proporções desmesuradas e por vezes, sem fundamento.

Se um assunto pernicioso para alguém nos interessa ao ponto de fazermos dele tema de conversa, porque nao falarmos diretamente com a vitima em vez de o comentar com os demais?

A frontalidade e' a base de relações fortes e pró-ativas, pois se inialmente a verdade nua e crua pode parecer chocante, o facto de sabermos "as línhas com que nos cosemos" faz com que sigamos confiantes sobre o chão que pisamos.

Falar e um sinal de abertura,alerta,preparação da mudança e da restituição da verdade. Comentar e' o início da falsa amizade e da destruição.

Solidária

Maria Sou